Vinhos Periquita ganham novo rótulo após 168 anos de história e tradição

0
101

Após a apresentação do novo visual dos produtos na 23ª edição da Confraria Periquita – que aconteceu em 31 de maio na sede da vinícola em Portugal –, os rótulos dos vinhos Tinto, Reserva, Branco e Rosé ganham data de lançamento oficial hoje, 21/08, em São Paulo.

A mudança da embalagem visa alcançar novos públicos e renovar seu legado atemporal, mas mantendo o propósito de enaltecer o melhor do estilo de vida português.

Além de a modernização do design levar à aparência mais jovial, a assinatura de Domingos Soares Franco, enólogo e vice-presidente da produtora José Maria da Fonseca, ganha destaque no rótulo ao lado do brasão para reforçar a credibilidade de uma das vinícolas mais tradicionais de Portugal. Já tons alegres e delicados traduzem características e sensações únicas encontradas nos sabores e aromas das bebidas.

Periquita

O primeiro vinho tinto engarrafado em Portugal teve início em 1850, pelo Sr. José Maria da Fonseca, na propriedade Cova da Periquita – a qual deu origem ao nome do vinho e onde foram plantadas as primeiras uvas da produção. Pouco tempo depois, a bebida provou ser a melhor da região, recebendo diversas medalhas em exposições tanto em Portugal como no exterior.

Hoje, os vinhos Periquita estão presentes em mais de 70 países, encantando paladares pelo mundo inteiro e trazendo o melhor do estilo de vida português. No Brasil, o vinho Periquita está presente desde 1880, crescendo em 12% no último ano como uma marca sólida e sinônima do bem viver português.

Nas versões Reserva, Branco, Rosé e Tinto, os vinhos agradam todos os tipos de paladares, além de atender a diversas ocasiões. O Periquita tinto é o embaixador de Portugal no mundo todo. Com notas frutadas, macio e um delicado toque de madeira, a bebida descansa por seis meses em carvalho francês e americano. O Branco é a versão fresca e floral da bebida, remetendo aos dias ensolarados de Portugal. Já o Periquita Reserva, se trata de uma visão do futuro, pois apesar de ser herdeiro de seu legado o vinho passa oito meses em madeira nova.

Comentários

commentários