Preenchimento incorreto da declaração é principal motivo de queda na Malha Fina, diz especialista

0
12

IRPF 2018: Fique atento aos detalhes

Fonte: Destak 

 

 

 

Para este ano, a Receita Federal estima receber ao todo aproximadamente 28 milhões de declarações. De acordo com Francisco Arrighi, diretor da Fradema Consultores Tributários, todos os anos durante a apuração dos documentos, cerca de 30% das declarações entregues são retidas na malha fina do Fisco, e estas apresentam deslizes insignificantes que ocorrem durante o preenchimento do formulário, como erros de digitação e omissão de valores.

Com as mudanças que ocorreram este ano, caso o contribuinte não se atente, esse número pode aumentar, e muitas pessoas poderão ter dor de cabeça com o Fisco. As mudanças que vão desde aplicativos para otimizar a entrega do documento à regras que limitam a declaração de dependentes cujo a guarda é compartilhada, englobam também a questão dos Bitcoins, moeda eletrônica que vem ganhando cada vez mais espaço no mercado.

 

Segundo Arrighi, essas modificações visam um maior controle e estratégia, especialmente, do patrimônio do contribuinte, como a questão da diminuição para 8 anos de idade a obrigatoriedade de CPF para dependentes, o que aumenta ainda mais a identificação dos bens. “Devemos chamar a atenção de contribuintes que costumam lançar as despesas em “serviços” sem especificar as receitas, com o intuito de fechar a declaração. Sugerimos que isso não seja feito, pois a Receita Federal há anos vem identificando estas ações para posteriormente autuar essas pessoas que deixaram de recolher a previdência”.

Confira as principais mudanças:

QUEM PRECISA DECLARAR

A Receita firmou para este ano de 2018 que o valor mínimo tributável é de R$ 28.559,70.

 

APLICATIVO

Novo canal por meio de aplicativo para otimizar a entrega da declaração do IR.

DARF

Existe agora um novo formato para a emissão do DARF mensal para contribuintes que realizam o pagamento por meio de parcelamento, além da atualização automática de DARFs vencidos.

 

DECLARAÇÃO DE BENS

A Receita disponibilizará mais campos para a declaração de bens, identificando melhor o bem e sua forma de aquisição.

 

VEÍCULOS

A parte para inserção de dados do RENAVAM também conterá mais campos.

 

IMÓVEIS

Para que a Receita tenha um maior controle sobre os bens, valores e data de aquisição, foram acrescentados mais campos que requerem informações mais detalhadas.

 

DEPENDENTES

Os dependentes apenas poderão ser declarados por um dos pais, mesmo que estes estejam dentro do regime de guarda compartilhada, não sendo possível a divisão da uma despesa, mesmo que, por exemplo, um pague o plano de saúde e outro pague o colégio.

 

CPF

Será obrigatório o registro no CPF para dependentes acima de 8 anos.

 

RESTITUIÇÃO

A partir de ano os contribuintes poderão realizar a Restituição do IR por meio de aplicativos nos smartphones.

 

LUCRO NÃO TRIBUTÁVEL

A Receita firmou em R$ 40 mil os lucros não tributáveis.

 

MOEDA ELETRÔNICA

O Bitcoin é considerado um bem, logo, os contribuintes que as possuem precisarão declarar o valor de aquisição no item 99 na declaração de bens.

Comentários

commentários