Cuide da sua imagem

0
3

Tenha claro para onde você vai. Diz o poeta que “um barco sem velas, vai para qualquer lugar onde soprar o vento”. Tenha sempre contigo sua missão e visão de vida, ambos são seu principal amparo na hora de preparar-se para os desafios. Cuidar da sua imagem pessoal e profissional é essencial. Veja algumas dicas que podem ajudar você e sua empresa:

  1. Viva por seus valores. Você ou sua empresa deve viver por valores. Eles determinam nossa identidade corporativa, que somos.
  2. Tenha identidade visual. Os valores definem quem somos. A identidade visual permite a leitura externa daquilo que queremos transmitir. Ter identidade visual profissionaliza os serviços e produtos que temos para oferecer e nos coloca em um patamar de seriedade e maturidade empresarial. Como desenvolver identidade visual?
    • Elabore uma logomarca. Logomarca é o desenho gráfico que representa o que sua empresa/você tem para oferecer aos clientes. Para isto, você pode procurar uma agência de comunicação/publicidade, um designer gráfico ou uma universidade de publicitários que possua agência experimental e possivelmente desenvolverá seu logo com custos baixíssimos.
    • Tenha papelaria. Aplique a logomarca em papel timbrado, assinatura de e-mail, apresentação de PowerPoint e todos os materiais que for apresentar ao cliente. Peça orientação ao profissional que desenvolveu a logo para saber a melhor maneira de aplicá-la.
    • Cartão de visita. Ande sempre com ele e não se esqueça de adequá-lo ao que você está oferecendo de serviços.
  3. Tenha portfólio. Registre de forma agradável seus resultados com outros clientes em um portfólio. Tenha-o sempre atualizado e pronto para envio a qualquer cliente que o solicite. Tenha ainda um portfólio editável, pois, pode ser necessário adequar informações de acordo com o cliente.
  4. Currículo atualizado. Revise seu currículo. Adeque o modelo utilizado no mercado da forma mais profissional possível. Utilize fontes fáceis de ler e, caso seja extenso, tenha sempre um formato resumo.
  5. Estabeleça linguagem adequada. Monte seus materiais sempre na linguagem adequada ao seu cliente. No mais, defina seu estilo de comunicação e de escrita, isto se chama “padrão de linguagem”. O padrão também nos identifica como parte da identidade profissional.
  6. Comunique-se com eficiência. Comunicar é o ato de expressar publicamente o que você tem para oferecer. Mas, comunicar-se com eficiência é comunicar de forma dirigida a quem tem interesse ao que você tem para oferecer.
  7. Desenvolva um site. Muitíssimo elaborado ou de forma mais simples, decida aparecer na web. Atualmente o mundo se comunica pela internet e os profissionais que não estão neste universo podem ser vistos como ultrapassados ou desconectados da realidade.
  8. Tenha um blog. Se um site ainda é um investimento alto, desenvolva um blog, ele é totalmente gratuito ou de baixíssimo custo. Ou aproveite para ter um blog dentro do seu site.
  9. Escreva artigos. Para postar no site, no blog ou enviar para revistas, jornais, etc. Descubra o meio possível e decida começar a ser relevante nos meios de comunicação. Elabore ideias em ensaios, artigos ou crônicas e envie para amigos. Seguramente eles enviarão para outros amigos e outros amigos e assim você pode iniciar uma rede de leitores.
  10. Faça parte das mídias e redes sociais. Quando bem utilizadas, as redes e mídias sociais tornam-se imensamente úteis. Faça parte das redes onde seu público está presente e mantenha, obviamente, seu perfil sempre atualizado.
  11. Pense global, atue local. Não importa onde você está, sinta-se pertencendo ao mundo. Empresas e pessoas estão cada vez mais globalizadas e cosmopolitas e de olho nas tendências e questões importantes para o mundo. No entanto, saiba como adequar o global ao local, isto significa adequar à realidade de onde você vive e as questões particulares de cada cidade, empresa, pais, cliente.
  12. Participe de eventos de interesse. Busque eventos de interesses que são relativos aos seus serviços e produtos. Separe dos seus rendimentos uma % para investir em seminários, mostras, cursos. No mais, esteja também em eventos onde estão seus clientes potenciais. Diz uma música brasileira de Rossi que “o artista tem que ir onde o povo está”.
  13. Dê palestras. Colabore com universidades e entidades que debatem os assuntos relativos aos seus serviços. Inicialmente prepare coisas simples que você tem segurança e ofereça gratuitamente troca de experiências e informações. Possivelmente, depois de algum tempo, você será mais reconhecido na área, dará visibilidade aos seus serviços e produtos e, até mesmo, começará a ser remunerado também por isso.

Cadastre-se no meu site para receber dicas e inspirações sobre trabalho e bem viver: www.flavialippi.com.br

*Texto postado no meu antigo blog em 19/11/2004.

Comentários

commentários