Belvedere Investimentos é uma gestora de recursos que possui escritórios em cinco capitais brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória e Recife

0
19

Belvedere Investimentos utiliza modelo internacional para oferecer melhor atendimento aos clientes. O foco no atendimento customizado, buscando o total alinhamento com o cliente, e a transparência dos custos são dois aliados na busca dos investimentos com os melhores retornos. 

Em 2014, os sócios Júlio César Lage, Marco Hascal e Ricardo Bueno iniciaram as operações do grupo Belvedere. Neste período, outros sócios se juntaram à partnership, entre eles o ex-BTG Luis Miranda para ser o estrategista chefe da operação no Brasil. O grupo, que tem sede nos Estados Unidos, e operações em Portugal e Brasil, é uma holding de participações no setor financeiro atuando em wealth management, investment banking, corretora de valores e gestora de patrimônio (asset management).

No Brasil, a Belvedere Investimentos é uma gestora de recursos que possui escritórios em cinco capitais brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória e Recife. Com o objetivo de administrar investimentos de seus clientes no mercado financeiro no Brasil ou no exterior, é voltada a quem busca gestão de investimentos líquidos e ilíquidos, passivo ou ativo.

 

Modelo de negócio internacional

A Belvedere segue um modelo de negócio que tem crescido no exterior, o merchant banking de wealth management, ou seja, bancos de investimentos especializados nas necessidades familiares. No setor de merchant banking, frequentemente existe alguma sobreposição entre as operações de banqueiros de investimento e empresas de gestão de patrimônio. Indivíduos de alto patrimônio líquido, que são clientes de empresas de gestão de patrimônio, frequentemente são donos de empresas que provavelmente querem aconselhamento no ramo de investimentos bancários em relação à reestruturação de negócios ou possíveis fusões e aquisições. Eles também geralmente querem acesso a produtos de banco de investimento, como IPOs ou emissões de bônus e acesso a potenciais investidores, tais como os fundos de private equity.

 

A empresa não tem foco na comercialização de produtos, o que lhe garante liberdade e independência dos bancos, e acesso a investimentos locais e internacionais, de maneira simples, alinhamento com necessidades individuais do cliente e customização de gestão dentro do perfil de cada família. A transparência nos custos é outro diferencial importante no modelo. A empresa entende que as necessidades são muito individuais e os investidores não devem ser atendidos com a mesma oferta de produtos e serviços, como commodities.

 

A equipe da Belvedere é formada por profissionais com ampla experiência em gestão de recursos, private banking, investment banking e mercado de capitais no Brasil e exterior.

 

Desafios

Um dos desafios da empresa é dar acesso a investimentos globais seguros, mas diferenciados e que tenham consistência nos retornos. Sua assessoria vai além dos investimentos líquidos, pois é especializada também em segmentos que as famílias fazem investimentos, tais como o imobiliário (real estate), o de crédito (gerir um portfólio ou até mesmo levantar recursos) e de energia (geração e comercialização). O foco nestes segmentos é buscar renda consistente e de longo prazo.

 

Recentemente, a gestora criou uma área especializada em tecnologia, pois percebeu que a muitos investidores já entenderam que este é o futuro dos investimentos, mas tem muita dificuldade para fazê-lo. Neste caso, o foco é crescimento e, onde a Belvedere entende, o investidor pode buscar os melhores retornos.

 

Crescimento no Brasil

Segundo a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (ANBIMA), a Belvedere é uma das gestora de recursos que mais cresce no Brasil. Antes mesmo de chegar ao fim de 2018, a Belvedere já apresentou mais 100% de crescimento. Atualmente, administra cerca de 3 bilhões de reais de seus clientes. Sua operação no território brasileiro representa cerca de 40% das receitas de sua operação.

 

A fim de expandir território e suas operações, a Belvedere tem como meta chegar a 10 escritórios até o final de 2019, abrindo filiais em Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis, Ribeirão Preto e Campinas. A empresa está trabalhando para atingir R$10 bilhões sob gestão até o final de 2020. A meta é crescer de forma orgânica, mas a empresa também tem apetite para potenciais aquisições.

Contatos – Belvedere Investimentos

Site: http://www.belvinvest.com.br/

E-mail: [email protected]

Telefone: (11) 3168-9660

Comentários

commentários