Aprenda a definir os níveis de importância em sua vida

0
29

Criar listas é uma boa forma de explorar o significado dos desejos latentes ou já despertos. Além de ajudar a organizar as ideias, contribui muito para definir as prioridades e níveis de importância, que sem dúvida, são etapas cruciais para o planejamento de qualquer ação.

O que é necessário, no começo? No mínimo, pensar. E logo, organizar esses pensamentos. Toda melhoria exige mudanças, que podem trazer muito mais que aprendizados essenciais e experiências transformadoras. Por exemplo, estudar um idioma estrangeiro exige muitas mudanças, principalmente no padrão mental, na ordem das palavras e estruturas das frases. Talvez seja a parte que exige maior adaptação e não por acaso, é a etapa em que a maioria desiste de estudar.

Há razões óbvias e outras intrínsecas que impedem o desapego a essa zona de conforto. Como toda exploração consciente sobre os benefícios desejados, as listas também exigem alguns cuidados, pois as são ações iniciais para criar hábito e estabelecer os pontos de mudanças necessárias.

Portanto, é recomendável responder às seguintes perguntas:

1) Qual é o objetivo? Sem conhecer e definir o resultado desejado será muito difícil estabelecer algum grau de satisfação ou parâmetro para classificar os avanços.

2) O que é importante? Com dezenas ou centenas de opções, é necessário estabelecer os pontos cruciais. Com base nos valores pessoais, pode-se definir o que é realmente importante na vida, neste momento e para que os objetivos sejam alcançados, até para dar sentido a cada passo que será dado.

3) Qual é a prioridade? Além de saber o que deve ser feito, é preciso organizar e estabelecer a ordem de execução das tarefas que vão contribuir para as mudanças.

4) O que deve ser evitado? Tão importante quanto saber o que é preciso e desejável, é deixar bem claro o que não está disposto a fazer, suportar ou dedicar tempo. É uma barreira psicológica que emperra alguns avanços.

5) Quais são os benefícios? Com foco no que interessa, será mais fácil reconhecer os benefícios e avaliar melhor as eventuais perdas. Para cada escolha, há suas vantagens e por isso, geram perdas. Assim, pelo menos no balanço final, será mais fácil saber que tipo de avanço está sendo obtido.

Esses simples passos, permitem transformar a frieza e a natureza abstrata dos desejos em resultados plausíveis e concretos. Toda conquista começa com o primeiro passo. Nem sempre os resultados estão distantes ou chegam ao atingir um objetivo. Muitas vezes, esses resultados já estão sendo alcançados de maneira inconsciente, porém, ao planejar o avanço, é bem mais fácil perceber as melhorias e acelerar o processo de mudança. Basta persistir!

Comentários

commentários