Primeiro buscador voltado para mulheres promove quebra de padrões na moda brasileira disponibilizando o estilo genderless nos resultados de busca

Primeiro buscador voltado para mulheres promove quebra de padrões na moda brasileira disponibilizando o estilo genderless nos resultados de busca


O Paraíso Feminino está sempre atuando na vanguarda das tendências e ajudando a quebrar paradigmas na hora de montar um estilo próprio. Com mais de 350 mil produtos em sua busca e o E-Trends, uma revista eletrônica que mostra tudo o que acontece de novo no mundo fashion, o buscador está democratizando a moda e aumentando a venda das marcas anunciantes.

Reunindo mais de 3 mil marcas de moda e 350 mil produtos, o Paraíso Feminino é um ambiente democrático que está aumentando a venda para seus anunciantes e ajudando a mostrar que a moda pode ser desprovida de padrões. “Nunca antes a moda foi tão democrática”, lembra Rachel Toyama, criadora do buscador. Ela enfatiza: “hoje, temos influencers de todos os estilos, e o que chama mais atenção, no momento, é o genderless, ou seja, a moda sem gênero. Roupas que podem ser usadas por homens e mulheres, e muitas marcas anunciantes do Paraíso Feminino estão apostando nessa tendência”.

Rachel lembra que assim como a moda clássica e minimalista, a trend genderlessajuda a consumir de forma mais consciente e perene: “ter uma peça mais básica no guarda roupa ajuda a compor mais looks, ou seja, amplia a gama de combinações. Este fenômeno acontece no estilo no gender, que é representado por um guarda-roupas prático e funcional e sem distinção de sexo”. Rachel, no próprio E-Trends, lembra que muitos famosos já aderiram ao estilo, alguns inclusive utilizando a tendência como bandeira de igualdade: Ellen Degeneres, Brittenelle Fredericks e Jaden Smith, que brilhou na campanha da Louis Vuitton usando roupas que podem servir tanto para homens, como para mulheres.

Pedro Falcão, que participou do reality Big Brother Brasil, polemizou ao mostrar um estilo que inclui saias e vestidos. “Estamos caminhando para uma igualdade que permite usar tudo, montar um closet alinhado com seu estilo, e as marcas anunciantes estão apostando nisso para vender mais”, revela Rachel. No ano passado, o Paraíso Feminino ajudou seus clientes a faturarem mais de R$5 milhões. Este ano, a expectativa é alavancar ainda mais as vendas e crescer 15%.

Veja alguns exemplos de moda genderless que podem ser encontrados no buscador:

Pulôver Oversized Preto – POSTHAUS por R$ 119,90

Bota Schutz BLACK – na ANITA por R$ 690,00

 Primeiro buscador voltado para mulheres promove quebra de padrões na moda brasileira disponibilizando o estilo genderless nos resultados de busca

Jaqueta oversized com drapeado P.A.R.O.S.H. – na FARFETCH por R$ 900,00

Entre as lojas que podem ser encontradas estão Dafiti,  Farfetch, Carmen Steffens, Arezzo, Amaro, Poshtaus, Passarela, Marcyn, Fiever, Anacapri, Anita, Schutz, Lancôme, Chanel, Louis Vuitton e, mais recentemente Colcci e Morena Rosa. “Estamos sempre em busca de ótimas lojas para garantir variedade e o maior número possível de opções em cada categoria”, enfatiza a gestora, que finaliza: “o Paraíso Feminino não realiza venda de nenhum produto, mas faz a interligação entre as consumidoras e as lojas virtuais, além de incentivar a compra assertiva, permitindo que a usuária tenha uma experiência única entre a busca de produtos e suas combinações”.

Saiba mais:

Paraíso Feminino | http://www.paraisofeminino.com.br | atendimento@paraisofeminino.com.br | (12) 3322-4765