3 razões para abolir a espuma de poliuretano 

3 razões para abolir a espuma de poliuretano 


A Trisoft explica porque a espuma de PU é tão maléfica para a saúde e para o planeta e indica uma solução eficaz e altamente competitiva para o mercado.

Maior fabricante de produtos feitos com lã de PET dá América latina, a Trisoft, há mais de 15 anos, desenvolve uma alternativa saudável a espuma de PU, que ainda fica na dianteira na escolha dos fabricantes da indústria moveleira: o Petfom, produto reciclado e 100% reciclável, que elimina praticamente todos os problemas causados pela espuma tradicional. “A espuma de poliuretano ou PU, como é conhecida, deveria ser proibida: totalmente poluente, do processo produtivo ao descarte, vira casa de fungos e bactérias e, por isso, se torna altamente alergênica e maléfica para grande parte das pessoas”, explica Maurício Cohab, Diretor dá Trisoft. Mauricio apostou no produto limpo, saudável e reciclado de forma pioneira e hoje revoluciona o mercado: “temos que falar no assunto: é polêmico, mas extremamente importante para a saúde é o bolso do brasileiro”, enfatiza.

Saiba as 3 principais razões que a Trisoft aponta para a troca dá espuma de PU pelo Petfom:

1. A espuma de poliuretano é fabricada pela reação entre um poliol e o isocianato que, quando misturados, liberam O2, responsável pelo formato e crescimento da massa. Entre os gases emitidos pela composição final está o tolueno, que, além de tóxico, ainda pode levar centenas de ano para ser eliminado do meio ambiente. No caso do Petfom, fabricado sem adição de resinas, com lã de PET em um processo produtivo totalmente limpo. O resultado é um produto reciclado e 100% reciclável.

2. O material de poliuretano retém umidade e, por isso, acaba sendo um viveiro para fungos e bactérias, tornando-se altamente alergênico. Além disso, deforma com facilidade, tendo uma vida útil bem mais curta. O Petfom é atóxico, hipo-alergênico, não mofa, não absorve umidade, não oxida, não se deteriora, é inodoro e tem longa durabilidade.

3. É uma das principais causas do aumento na proporção de incêndios que aconteçam onde há o produto. A espuma de PU é altamente inflamável, ao contrário do Petfom que, pela característica de sua matéria prima, é auto extinguível, ou seja, não propaga chamas, diminuindo as chances e a proporção de casos de incêndios. “O Petfom atende à norma IT10 do corpo de bombeiros do estado de SP, sendo classificado como IIA, portanto aprovado para uso em qualquer tipo de edificação”, explica Maurício. Além disso, quando exposto ao fogo emite gases abaixo dos limites estabelecidos nas normas vigentes”.

“É inacreditável que o mercado ainda aceite um produto com tantos pontos negativos”, pondera Maurício. Sua maior contribuição para tentar mudar essa realidade é, além do Petfom, a conscientização que promove. Para isso, idealizou um selo para garantir que o produto final é feito com enchimento reciclado e 100% reciclável, com o novo slogan “Trisoft, melhor pra você, melhor pro planeta”. O Petfom é um sistema criado e patenteado pela Trisoft, que gera, de forma limpa, um produto reciclado e 100% reciclável, com inúmeras aplicações, como enchimento para colchões, estofados, colchonetes, produtos para bebês, para pets, para a indústria calçadista e do vestuário, entre outros. A Trisoft já utilizou quantidade de lã de PET equivalente a mais de 1 bilhão de garrafas retiradas do meio ambiente, uma verdadeira revolução sustentável na indústria.

 

Sobre a Trisoft
A Trisoft é a maior empresa da América Latina especializada em produção de mantas e distribuição de Fibras de poliéster. Sua lã de pet é reciclada e 100% reciclável, atendendo a demanda de logística reversa de produtos e sendo usada por mais de 25.000 empresas brasileiras. Há mais de 55 anos no mercado, com qualidade e responsabilidade sócio ambiental, a Trisoft atua em diferentes segmentos industriais com produtos non-wovens como mantas, fibras e feltros de poliéster.

 

Trisoft | +55 11 4143-7900 | www.trisoft.com.br | contato@trisoft.com.br